O que é comunicação?


por Keice Granzotto Casarri

Vários autores definiram e, na imensa quantidade de definições, o essencial se repete: a complexidade da comunicação. Sim, a comunicação é complexa e o interessante é perceber que isso acontece porque ela é confundida com a própria vida. Comunicar é uma necessidade básica da pessoa humana; e nessa perspectiva Marcondes (2004) diz que comunicação é:

 […] um acontecimento, um encontro feliz, o momento mágico entre duas intencionalidades […] ela vem da criação de um ambiente comum em que os dois lados participam e extraem de sua participação algo novo, inesperado, que não estava em nenhum deles, e que altera o estatuto anterior de ambos, apesar de as diferenças individuais se manterem. Ela não funde duas pessoas numa só, pois é impossível que o outro me veja a partir do meu interior, mas é o fato de ambos participarem de um mesmo e único mundo no qual entram e que neles também entra.

A simples difusão de informações não pode ser considerada comunicação. Comunicação é troca, as pessoas são capazes de compreender, interpretar, elaborar e modificar. O ser humano desenvolve troca ao criar interação, por isso, aquilo que define comunicação é o sentimento de partilha.

 […] é construir com o outro um entendimento comum sobre algo. É o fenômeno perceptivo no qual duas consciências partilham na fronteira. O entendimento comum não quer dizer concordância total com os enunciados envolvidos na troca. O entendimento pode ser a conclusão das consciências que discordam dos enunciados uma da outra. A linguagem desponta, então, como objeto cultural de percepção do outro […] algo de mim passa a compor o outro, e eu passo a ser composto por algo do outro. (DUARTE apud LOPES, 2003)

O homem no contexto social faz cultura e cria linguagens. Linguagem pode ser pensada como um sistema constituído por elementos. São códigos dinâmicos com influência de aspectos históricos, sociológicos e antropológicos. Conviver em sociedade significa utilizar a linguagem, seja ela estrutura verbal ou não-verbal, como instrumento de comunicação e negociação de sentidos.

Anúncios

2 Respostas

  1. Ola, boa noite! Adorei ler um pouco sobre dança, que é minha paixão. Comecei a dançar tem pouco tempo, mas já adoro. Quando eu não vou à baile, me falta algo, fico vazia!
    Gosto muito de forró e bolero!
    Outro dia, volto para ler e me informar mais!!
    beijos!

    • Lucimar,
      Entendo quando vc diz que, se não dança, sente falta. De certo já foi “mordida” pelo “bichinho” da dança….rsrs e verá que, a cada dia, gostará ainda mais dessa atividade.
      Que bom que gostou dos posts. Atualizo toda semana. Vc também pode assinar os Feeds ou incluir seu endereço eletrônico no “assine o blog” (no menu) e receberá os conteúdos diretamente no seu e-mail.
      Fico feliz com sua visita ao blog, volte sempre que quiser.
      Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: