Dança, a metáfora da vida


por Keice Granzotto Casarri

A identidade, longe de ser aquilo que mantém as pessoas como sendo idênticas a si mesmas, é uma séria de história que são contadas sobre os indivíduos e são organizadas de forma coerente. Essas histórias mudam na medida em que se vive e por diversos momentos o passado é reinventado, isso é sinal de que houve mudança. Já aconteceu com todo mundo, ao assistir um filme ou ler um livro pela segunda vez, entendê-lo de maneira muito diferente à primeira.

Dançar é esculpir com música e trabalhar diretamente as emoções. É o começo de uma mudança de identidade, uma mudança na vida: o corpo começa a aprender novos repertórios; o ouvido, novos sons; o rosto, novas expressões e aos poucos, surge uma pessoa que não existia.

Na dança, como na vida, há avanços e regressões, há superações e dificuldades, e é uma aprendizagem que não acaba nunca, mas o prazer de dançar é mais forte e faz com que as pessoas compareçam, treinem, se mostrem, se arrisquem, errem e recomecem. É um processo de ganhos, que ensina os indivíduos a transportarem essas atitudes para seu dia a dia.

A dança faz uma metáfora direta da vida, pois se é possível desenvolver-se na dança e transformar movimentos, postura, gestos e etc, é também possível mudar na vida, em qualquer que seja o aspecto.

Anúncios

2 Respostas

  1. Parabéns, ótima publicação, muito bem escrita e abordada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: