A liderança míope causa danos


por Keice Granzotto Casarri

O dirigente de uma escola de dança, tem a função de criar eixos importantes e encontrar maneiras de alcançar vantagens competitivas. Todavia, antes de tentar conquistar corações externos, é preciso olhar para dentro. Os colaboradores de uma escola são os grandes responsáveis, e os maiores multiplicadores, da imagem e dos valores da empresa perante o mercado. É aí que mora o perigo.

Uma questão primordial e muitas vezes decisiva para o sucesso de qualquer atividade realizada, é a comunicação. Um processo de comunicação eficiente, atuando de forma sistêmica e integrada, torna-se um instrumento poderoso, mas quando é mal administrado, pode causar desastres. O ideal é ter um manual de conduta. É preciso discutir com os funcionários e deixar claro o que é “permitido” (ou não) pela direção. Quais as atitudes aceitáveis?

Quem se preocupa com o que comunica e, principalmente, com o que a equipe está comunicando, protege seu  patrimônio. Nenhum funcionário pode ter o livre arbítrio de fazer qualquer tipo de divulgação para a escola ou falar em nome do proprietário.

Cuidado com os burros motivados, normalmente eles recebem o título de braço-direito, mas são quebra-galhos e do ponto de vista promocional, não são especialistas. Não possuem conhecimento em marketing, comunicação, branding, mercado, estudos de comportamento de consumidor e etc para tratar de divulgar nada.

Tenho visto coisas absurdas e assustadoras! Divulgações de eventos, realizadas por funcionários, onde apelidos “carinhosos” de membros da equipe da escola, são mencionados. Uma situação, no mínimo questionável, que denigre uma imagem e demonstra total amadorismo. Não se usa brincadeiras, principalmente pejorativas, para promover qualquer ação. Uma empresa não é um circo e nem o “Fantástico Mundo de Bob”.  Clientes são impactados por todo tipo de mensagem produzida, eles pensam e interpretam.

Já diz o ditado: “é o olho do dono que engorda o gado”. Cabe ao proprietário de uma escola não ser míope nessas questões e enxergar os prejuízos que pode ter. É preciso estar atento e minar, imediatamente, esses acontecimentos. Nenhum estabelecimento pode atingir a grandeza sem ter um líder tomado pela vontade de vencer e fazer sempre o seu melhor. Um líder capaz de implementar hierarquias e ética profissional. Se isso não acontecer, a escola não passará de uma série de compartimentos sem um forte senso de objetivo e direção.

Ter a mera sobrevivência de uma empresa como meta, é medíocre. O proprietário, mais que qualquer um, precisa exatamente saber para onde deseja ir. Se qualquer caminho servir, se qualquer imagem for suficiente, é melhor fechar as portas e ir pescar.

Anúncios

2 Respostas

  1. Sensacional!!!!! Todos os proprietários, não só de escolas de dança, mas de empresas em geral, que querem o crescimento de seus empreendimentos, deveriam se atentar a essas questões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: