Coreologia, a forma escrita da dança


por Keice Granzotto Casarri

Sendo a dança uma linguagem, é possível enxergá-la também como uma gramática. É como se o dançarino/bailarino/coreografo, ao compor e interpretar a obra, escrevesse um poema ou um romance, cuja lógica é entendida e pode ser verbalizada em palavras, ganhando assim uma finalidade.

A coreologia é a ciência que lida com a ordem  e o equilíbrio da dança. “…Uma abordagem unificada do estudo da dança, propondo que prática e teoria não devem estar separadas e que o conhecimento coreológico combina pensamento e sentimentos juntos ao fazer da dança.” (Dicionário Laban). É a síntese da linguagem do movimento, que lida não só com sua forma exterior, mas também com seu conteúdo mental e emocional.

Conhecer esse sistema de estudo, possibilita uma melhor compreensão de como a dança se organiza: partes do corpo (anatomia), ações (saltar, girar, rolar e etc), dinâmicas (como e quando o corpo se movo), relacionamentos (proximidade, entrosamento e etc), dançarino (classificado  de acordo com o gênero, corpo, idade e experiência de vida e etc) em relação aos sons e ao espaço.

Os aspectos citados no parágrafo anterior, são investigações relevantes e importantes, pois  cada gênero específico de dança implica uma combinação de elementos que constituem seu código, como território fixo, uma identidade e, na medida em que essa compreensão segue a lógica da representação, o sentido da dança está completo e se fecha em um significado (conteúdo) e um significante (forma).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: